22/06/2009

Glaucoma

O Glaucoma é uma doença grave, de causa multifatorial, caracterizada pela elevação da pressão intra-ocular e pela morte de células da retina e do nervo óptico. É o maior desafio encontrado na oftalmologia veterinária, e também na humana, pois promove cegueira irreversível, sendo, portanto, considerado uma emergência oftálmica.

O humor aquoso (líquido de dentro do olho) é constantemente produzido e eliminado. Ele tem a função de “nutrir e limpar” o olho, além de manter a pressão constante dando forma ao olho. Qualquer situação que aumente a produção ou dificulte a drenagem do humor aquoso modifica a pressão intra-ocular e pode levar ao glaucoma.

Existem vários tipos de Glaucoma: congênitos (alterações de nascença geralmente em cães da raça Chiahuahua, Bouvier dês Flandres, Schnauzer Gigante, Cocker Spaniel e Samoieda), primários (aparecem sem ter tido doença ocular prévia e são ligados a algumas raças) e secundários (causados por inflamação, trauma, catarata, luxação da lente ou tumor intra-ocular).

Dos animais domésticos, o cão é o que mais apresenta glaucoma, pois existem várias raças com tendência a ter má-formação no “canal” que drena o humor aquoso. Por exemplo: Basset Hound, Beagle, Cocker Spaniel e Poodle, dentre outras. Em gatos a maioria dos casos de glaucoma são secundários à uveítes (inflamação intra-ocular), luxação da lente ou tumor intra-ocular, sendo o glaucoma primário dificilmente visto. Cavalos apresentam menos glaucoma do que cães e gatos e quando ocorre geralmente é secundário à uveíte recorrente eqüina. Parece haver uma predisposição em cavalos da raça Appaloosa (SLATTER, 2005).

Diagnóstico do Glaucoma


O diagnóstico é baseado na tonometria (avaliação da pressão intra-ocular) – Figura 1, na gonioscopia (avaliação do ângulo que drena o humor aquoso), na fundoscopia (exame do fundo do olho) e nos sinais clínicos (buftalmia – olho saltado-, olho vermelho, opacidade de córnea, pupila dilatada) - Figura 2 e 3. Em oftalmologia veterinária a principal forma de diagnóstico e controle do glaucoma é a tonometria e a fundoscopia onde podem ser detectadas alterações iniciais, pois não contamos com diversos exames realizados em oftalmologia humana, apesar de já estarmos avançando na área de ultra-sonografia e eletrorretinografia. Quando o paciente apresenta os sinais clínicos descritos acima já se encontra em um estado muito avançado da doença.

exame para diagnóstico do Glaucoma

Figura 1: Dra Fabiana verificando a pressão intra-ocular de um cão através de tonometria de aplanação.

Cão com Glaucoma

Figura 2: Cão da raça Samoieda com glaucoma apresentando buftalmia (olhos saltados).


Figura 3: Cão com sinais de uveíte e glaucoma. Observe olho vermelho e edema de córnea.


Tratamento do Glaucoma


O tratamento clínico é realizado com colírios que diminuem a formação do humor aquoso associados com outros que aumentam a drenagem. O tratamento cirúrgico tem a mesma finalidade, sendo os mais aceitos a ciclofotocoagulação a laser e os gonioimplantes (shunts – válvulas - de câmara anterior). Devido ao custo elevado e ao alto índice de complicações pós-operatórias, o tratamento cirúrgico é realizado ainda em nível experimental no Brasil.

Até o presente momento, o tratamento clínico/cirúrgico do glaucoma visa apenas o controle da pressão intra-ocular, reduzindo desta forma a dor do paciente. Em longo prazo, a cegueira é inevitável, pois apesar dos esforços, ainda não se encontra disponível nenhuma substância capaz de impedir a morte das células da retina (RIBEIRO; MARTINS; LAUS, 2006).

REFERENCIAS

MARTINS, Bianca da Costa; VICENTI, Felipe Antônio Mendes e LAUS, José Luiz. Síndrome glaucomatosa em cães: parte 1. Cienc. Rural [online]. 2006, vol.36, n.6, pp. 1952-1958. ISSN 0103-8478. doi: 10.1590/S0103-84782006000600049.
SLATTER, D. Glaucoma. In:______. Fundamentos de Oftalmologia Veterinária. 3.ed. Roca: São Paulo, 2005. p.405.

97 comentários:

Anônimo disse...

Olá meu cão foi diagnosticado com glaucoma, e para aliviar a dor foi sugerido que seja sacrificado, devo fazer isso ou o que pode ser feito para aliviar a dor já que está completamente sem ver e eu louca em saber que ele irá morrer! aguardo uma respora ansiosa!

Oftalmologia Animal disse...

Boa tarde,

Sacrificar? Mas de forma alguma! A recomendação é a remoção cirúrgica do olho acometido! Tenho pacientes que tiveram lesão grave nos dois olhos e precisaram ter os dois olhos removidos. Estão muito bem, felizes e sem dor. Me mande o seu e-mail que envio a foto de uma cão que passou por este tipo de cirurgia.
Por enquanto peça para o seu veterinário indicar um remédio oral para dor.

Um abraço,

Fabiana Quartiero

Oftalmologia Animal disse...

Boa tarde,

Sacrificar? Mas de forma alguma! A recomendação é a remoção cirúrgica do olho acometido! Tenho pacientes que tiveram lesão grave nos dois olhos e precisaram ter os dois olhos removidos. Estão muito bem, felizes e sem dor. Me mande o seu e-mail que envio a foto de uma cão que passou por este tipo de cirurgia.
Por enquanto peça para o seu veterinário indicar um remédio oral para dor.

Um abraço,

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Dra Fabiana
Bom dia!
Meu cãozinho teve glaucoma provavelmente secundário a uveíte. Atualmente está controlado mas gostaria de conversar consigo pois estou na dúvida da conduta a seguir e agradeceria muito se me mandasse a foto que citou na resposta acima. meu e-mail é o gmail.com e a primeira parte é cleydemyriam.

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite,

Mando a foto sim.

Um abraço,

Fabiana Quartiero

juh disse...

Olá, boa tarde!
A cachorra da minha tia, brigou a um mes com outro cao, e ele mordeu o olho direito dela.De inicio, o olho ficou vermelho e de tamanho alterado. O outro olho, ficou normal.A medida que o tempo passou,(1mes) o olho mordido esta de tamanho aumentado,nao dá pra ver retina,cornea, nada do olho, parece que tem uma pele grossa por cima.No outro olho está acontecendo a mesma coisa, só que ainda da para se ver retina, iris, e tudo mais, só que bem vermelho e a retina opaca. Precisava saber se é glaucoma. Será que dá para voce entrar em contato comigo? Te mando meu e-mail se foi preciso. Obrigada!

Anônimo disse...

Olá !

Minha pincher tem glaucoma nos dois olhos e tenho tratado com dois colírios recomendados pelo veterinário que uso de forma intercalada: tobradex e maxitrol.

Tem apresentado boas melhoras nela, mas nos últimos tempos os olhos estão com muita "lágrima" e um dos olhos parece que tá indo pra dentro...sei lá.

O que eu posso fazer?
Outro colírio pode ajudar?
Ela já é velhinha e cirurgia não aguentaria.

Muito obrigada!

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite,

Converse com seu veterinário pois estes colírios são antiinflamatórios e não tratam glaucoma.

Um abraço,

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Olá!
boa tarde,moro em São Luis-Ma tenho um Poodle branco que particulamente é lindo só que faz alguns meses que descobrir que ele tem catarata estou desesparada pq aqui não tem veterinária que possa fazer á cirurgia me ajuda por favor?

Oftalmologia Animal disse...

Boa tarde,

Respondendo sua dúvida do dia 14-03:

Vou lhe dar o contato de um colega em salvador que vai saber lhe orientar melhor na região Nordeste:
Dr Paulo Oliveira (povet@bol.com.br)
Fone (71) 3331.3942/ 9102.6218

Um abraço e desculpe a demora,

Fabiana Quartiero

Alessandra Xavier de Pádua disse...

Tenho um Rusky Siberiano, está cego devido ao Glaucoma, fiz o que pude, mas não teve jeito. Ele se adaptou a nova vida de uma maneira incrível, é feliz e faz cada coisa que parece que enxerga mais do que eu, é como se fosse meu filho, nunca pense em sacrificar um animal por cegueira,imagina o veterinário que disser isto, me desculpe mas não tem amor aos animais, imagine se um ser humano ficasse cego, seria sacrificado? Meu cão só me traz alegrias e a confiança que ele sente por mim é indescritível. Abraço, Alessandra

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Alessandra,

Muito obrigada pelo seu depoimento!

Sempre falo isso para proprietários de cães cegos! Eles se adaptam muito bem, são muito valentes, otimistas e felizes. Sabe por quê? Porque o principal eles já têm: o nosso carinho e atenção.

Um abraço,

Fabiana Quartiero

Lu disse...

Oi Dra. Fabiana.

Estamos desesperados, temos uma pincher, já fomos em 3 veterinários,1 em sp e 2 em sc, ela foi diagnosticada com glaucoma, está totalmente cega. O último veterinário quer retirar os olhos, pois disse q ela sente mta dor. Não parece que ela sente dor, age normalmente, na medida do possível, pois cega totalmente faz pouco tempo q ela está. Ela já tem 15 anos, não sei como reagiria a uma cirurgia. Na verdade, acho q sofremos mais q ela. Vc só atende em Porto Alegre? Teria alguma indicação em Florianópolis? Só gostaria de um diagnostico real, pois nenhum dos veterinários davam explicações claras. Muito obrigada desde já.
Luciana

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Luciana,

entendo a sua angústia...que bom que não aparenta dor, mas fique atenta à qualquer sinal de excesso de "sono" ou perda de apetite, isto pode ser dor.

Sim só atendo em Porto Alegre. Em Florianópolis procure o Dr Emílio. Ele é especialista em oftalmologia veterinária e possui um tonômetro para aferir a pressão intraocular.

Cel: 48-9101.1500, ou da clínica: 48-3224.3044.

Um abraço e boa sorte!

Fabiana Quartiero

Sheila disse...

Boa noite Drª Fabiana, me cão foi diagnosticado com glaucoma que acredito se primario já que é uma mistura da raça cocker spaniel, a veterinária dela disse que o tratamento é caro e como não tenho condições para isso me tranquilizou relatando que cães convivem muito bem com a cegueira. Ela de fato está bem, porém notei hoje que seu olho direito está quase branco mas no meio na bola preta está com uma "carne vermelha, teria ele aberto? ou é só uma "carne que está cobrindo?
Como ela está nomal abana o rabinho enquanto faço carinho acredito que não esteja com dor, mas o fato do olho que vi hoje me deixou ectremamente preocupada!
Me ajude por favor, me dê uma orientação!
Desde já agradeço.
Sheila São Paulo - SP

Anônimo disse...

Olá Dra.

Sou de Campo Grande/MS e minha cadela Chow Chow foi diagnosticada com Glaucoma nos dois olhos. Primeiro foi no olho esquerdo. Amanheceu fechado com bastante secreção e imediatamente procurei o veterinário que sempre cuidou dela. Ela diagnosticou uma inflamação e receitou MAXITROL. Após alguns dias o olho melhorou mas percebi que havia ficado uma camada estranha, parecendo uma película sobre o olho. Voltei ao veterinário que resolveu chamar um médico oftalmologista de humanos mesmo, que sem utilizar nenhum aparecer, só no exame visual, diagnosticou glaucoma. Ele receitou Timolol duas vezes ao dia. A púpila estava muito dilatada e o olho bem crescido também. Não houve melhora e hoje nesse olho não se vê mais praticamente a parte marrom do olho. Após uns dois meses do primeiro sinal no olho esquerdo, ela amanheceu com o olho direito fechado. Corri atrás de um médico veterinário especialista em oftalmologia e achei uma que a consultou na parte da tarde desse mesmo dia. Foram feitos vários exames, porém a pressão não foi medida, pois ela não tinha o aparelho. No olho esquerdo, que já apresentava problema, fui orientado a passar o colírio cosopt duas vezes ao dia e no direito, que havia amanhecido fechado, após eu limpar com soro fisiologico, estava melhor e não foi diagnosticada inflamação, porém a pupila não estava respondendo a luz então fui orientado a passar o colírio nele também. Porém no outro dia de manhã, o olho direito, pelo qual até o dia anterior ela enxergava bem, amanheceu totalmente fechado e com secreção. Voltei a veterinária e ela diagnosticou uma uveíte e receitou trobamicina + dexanetasona e que continuasse com o cosopt nos dois olhos. Agora, uma semana após, o olho direito já não está inflamado, porém a pupila bastante dilatada, porém ainda aparecendo o marrom do olho e vermelho nas partes brancas. O outro olho continua sem responder ao tratamento. A visão dela está bastante afetada, apesar de ter melhorado um pouco em relação aos outros dias. Acredito que ela esteja vendo apenas vultos. Gostaria de sua opinião a respeito. Muito obrigado pelas informações.

Oftalmologia Animal disse...

Bom dia Sheila,

Existem colírios genéricos mais baratos, pergunte para a sua médica veterinária. De qualquer forma, consulte um oftalmologista veterinário, pois ele saberá avaliar se o olhinho ainda é viável ou se é melhor fazer a remoção (caso de perda estrutural, dor...).

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Oftalmologia Animal disse...

Bom dia,

Pelo que você me descreveu parece ser mesmo um glaucoma secundário à uveíte. O ideal é fazer exames de sangue para saber se não há uma doença de base, como a doença do carrapato por exemplo, causando a uveíte. Muitas vezes não conseguimos descobrir a causa da uveíte e quando ela é agressiva leva rapidamente ao glaucoma. A inflamação deve ser tratada rapidamente (colírios e medicação oral)e utilizar em conjunto colírios antiglaucomatosos. O cosopt é o de escolha nestes casos. Infelizmente não foi aferida a pressão. O ideal seria levá-la até um centro com recursos, como a Universidade de Brasília com a Dra Paula Galera. Pressão acima de 30mmHg por mais de 2 dias já causa danos irreversíveis no nervo optico...

Me dê notícias ok?

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Olá, meu gato está com glaucoma secundério a uma uveíte. Não encontro oftalmologista de emergencia. O que devo fazer?

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite,

Converse com o seu clínico geral para que lhe prescreva um tratamento de suporte até que você possa consultar com um especialista.

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Boa noite Fabiana,

tenho uma cocker spaniel americana que está com glaucoma em um dos olhos, e um úlcera que infeccionou neste mesmo olho. Após 1 mês de tratamento com mais de 6 colírios por dia a cada 1 hora e anitbióticos a infecção começou a ceder e está sarando. A úlcera ainda é superficial e a pressão que tinha baixado de 70 para 8 voltou a subir para 70 e não quer baixar mais (nem com xalatan ela baixa). Quero muito fazer laser pois nao quero retirar o olho da minha cachorrinha. Gostaria de saber se funciona e se tem muitos riscos e quais são. Você pode me ajudar?

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite,

As duas técnicas mais utilizadas em oftalmologia veterinária para a ciclofotocoagulação à laser são o neodimínio: ítrio alumínio granada (Nd: YAG) e o diodo. A onda infravermelha gerada por ambos é
capaz de ser transmitida através da esclera, sendo absorvida por estruturas pigmentadas intra-oculares,notadamente as ricas em melanina, como as do epitélio
posterior do corpo ciliar.As complicações pós-operatórias incluem uveítes (inflamações da úvea), elevação súbita da pressão intraocular (PIO) (devido ao bloqueio do ângulo iridocorneal por fragmentos inflamatórios),descolamentos de retina, catarata, adelgaçamento escleral e casos de ceratoconjuntivite seca.
Estudo recente mostrou que a combinação
da ciclofotocoagulação a laser com "shunts" (válvulas) de câmara
anterior foi capaz de controlar a PIO, preservando a função visual de boa parcela dos pacientes a ela
submetidos.Essas técnicas só devem ser utilizadas para o controle
do glaucoma primário.
Dois pontos são muito importantes:
Essa técnica é utilizada em animais que ainda são visuais. Não vale a pena fazer tudo isso se o seu cão já perdeu a visão deste olho. Lembre que uma pressão acima de 30 por mais de 48h já lesiona o nervo óptico de forma irreversível.
Portanto, o seu oftalmologista tem que ter certeza que o seu cão ainda é visual deste olho e que o glaucoma é primário (que não há inflamação intraocular ou luxação de cristalino.)

Caso contrário eu lhe oriento a substituir as estruturas intraoculares por uma prótese de silicone para manter o aspecto estético. Mas lembre-se que o mais imporante de tudo isto é o conforto do seu amigo. Se ele já perdeu a visão é nisso que devemos pensar em primeiro lugar ok?

Um abraço e boa sorte.

Fabiana Quartiero

Carla Oliveira disse...

Boa noite, Fabiana,

Tenho uma gata de menos de 2 anos de idade e depois de uma uveíte, acabou desenvolvendo glaucoma. O veterinário disse que não tem cura e que um colírio antiglaucomatoso teria que ser usado pelo resto da vida dela. A minha dúvida é: gatos tem uma vida 'legal' cegos? Não seria estressante para ele a medicação pelo resto da vida? A minha gata é viralata e moro em uma casa. Ela teria que ficar presa ou, instintivamente, ela não sairia mais de casa? O que vc pode me dizer sobre glaucoma em gatos e suas consequências. Obrigada, Carla Oliveira, Caeté/MG

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Carla,

A pressão intraocular precisa ser controlada para que a sua gatinha não sinta dor. Pergunte ao seu oftalmologista veterinário quanto está a pressão do olho. Pressões acima de 30 mmHg por mais de 48h já lesam o nervo óptico e causam cegueira irreversivel. Se ela já está cega deste olho o melhor a fezer é remover cirurgicamente este olho. Parece chocante, mas para gatos é o melhor tratamento, pois os felinos facilmente fazem sarcoma (um tipo de câncer) em locais onde há inflamação crônica. Eles vivem bem após a cirugia! Tenho um paciente que sofreu um acidente e perdeu os dois olhinhos. Hoje ele está sem dor e muito feliz!Anda por toda a casa como se estive vendo. Claro, tem que ter cuidado para não ir para rua sozinha, ficar apenas no pátio.
O importante a gora é pensar no bem estar dela ok?

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Boa Tarde Dra.,

Tenho uma vira-lata de 12 anos que foi acometida pelo glaucoma nos dois olhos. Primeiramente no olho direito, o qual estourou mas agora, por incrível que pareça, está fisicamente normal. O esquerdo está muito saltado e temos medo que estoure como o outro. O grande problema da Cacau é que não podemos submetê-la a uma cirurgia, pois ela tem nível de plaquetas quase zerado em razão de uma doença provocada pela ingestão de um carrapato. Minha única dúvida é: ela sente dor e sofre? Até ontem estava se alimentando bem, abana bastante o rabo e, apesar da total cegueira, se vira para andar dentro de casa.
Não quero que ela sofra mas tembém não quero tomar nenhuma atitude precipitada, só que já são 11 meses nessa agonia. Por favor me oriente.
Muito obrigada,
Priscilla

Centro Espirita "União Fraterna Irmão Antonio" disse...

Fabiana,
adorei sua pagina... estava navegando para ver sobre glaucoma em gatos pois acabei de adotar uma linda gatinha (Lola) com essa doença. Antes dessa adotação a protetora levou no medico foi diagnosticada glaucoma,quando levei pra casa ja veio com cosopt e um outro para em gel uso 2x ao dia)... mas agora estou muito preocupada marquei um outro medico de minha confiança para avaliar o quadro. Depois te escrevo contando o resultado...Bjs e parabéns pela dedicação e carinho

Ernesto Trunkl disse...

Fabiana, bom dia

Meu cão tem 13 anos, é um "mix" beagle/fox paulistinha, com aspecto - e comportamento - de beagle.

Um fato muito estranho ocorreu de repente : ele começou a ficar andando de um lado para outro, angustiado, batendo a cabeça nos móveis (estava aparentemente cego) e quando olhei para seus olhos os mesmos estavam com o globo ocular muito inchado, com a pupila completamente dilatada e azulada.

Corri imediatamente para o veterinário, mas no caminho foi melhorando, o inchaço diminuiu, a pupila diminuiu e ele voltou a enxergar. O veterinário chegou a ver os olhos ainda um pouco inchados, que rapidamente regrediram e normalizaram totalmente.

O cão está fazendo um tratamento com ivermectina 8mg diariamente, que o veterinário pediu para suspender temporariamente, visto que não sabemos o que pode ter sido a causa (talvez algum fator externo ? algo que ele possa ter cheirado ?)

Bom, já faz uma semana do ocorrido e parece que está tudo bem. Ele está enxergando, brincando, etc. Parece confortável e saudável, que é minha principal preocupação.

Mas temo que isso possa repetir, o veterinário também. O veterinário receitou Betagan 2 gotas caso o globo ocular volte a inchar.

Vc teria alguma idéia do que possa ter ocorrido e melhorado tão rápido , num espaço de tempo tão curto (2h) e simultaneamente nos 02 olhos ?

Grato pela atenção,

Ernesto.

Oftalmologia Animal disse...

Olá,

Eu que agradeço a visita!

Vou esperar o seu retorno!

Um abraço,

Fabiana Quartiero

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Priscila,

O seu cão já foi tratado para a doença do carrapato? Porque após o tratamento correto de 21 dias as plaquetas e as hemácias normalizam...

O seu cão está cego com todo este tempo com glaucoma e acredite: sim ele tem dor! Então assim que possível será um ato de carinho submetê-lo à cirurgia. Solicite novos exames: hemograma, contagem de plaquetas, pesquisa de hemocitozoário, creatinina e alt.

E utlize sempre coleiras ou produtos pra prevenção do carrapato. Pois ele pode ficar doente novamente.

Um abraço e boa sorte.

Fabiana Quartiero

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Ernesto,

De qualquer forma é importante levar seu cão para um check-up com um oftalmologista veterinário. A raça Beagle tem como herança genética uma tendência a ter glaucoma de ângulo fechado. A pressão intraocular varia muito durante o dia, ele pode ter tido um pico de pressão alta. Se for medicado a tempo as chances de manter a pressão estável aumentam.

Um abraço,

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Bom Dia Dra.,

Justamente quando íamos submetê-la à cirurgia para o glaucoma há 1 ano atrás é que se descobriu a doença, mas não é a doença do carrapato comum. Ela não foi picada, mas o engoliu e isso é a causa da trombocitopenia, que estamos tratando também há 1 ano. A cada novo exame suas plaquetas e hemácias estão mais baixas e a parte renal, seu baço e pâncreas estão comprometidos. Não sabemos mais o que fazer, pois aparentemente ela está bem, come bem, abana o rabinho, mas nunca mais poderá retirar o capacete para não machucar os olhos. Ela não pode sangrar em razão das plaquetas baixas. Estamos tentando de tudo, sem economias, mas nos dá a impressão de ser algo sem volta e, o pior, que a manterá exatamente assim sabe-se lá por quanto tempo...
Muito obrigada!

Renata disse...

OLá Drª, adorei este site, nossa cadelinha está com glaucoma e estamos muito tristes, ela foi achada na rua com 9 meses e já apresentava uma pele branca em um dos olhos, hoje ela esta com 1 ano e 5 meses e ficou cega, a médica disse que é glaucoma, os olhos dela ta inchado e vermelho, foi recomendado que ela tomasse um diuretico e colírio maleato de timolol para que não precisasse fazer a retirada do olho, mas aacredito que ela esteja com dor pois ela dorme bastante e ta comendo muito pouco, não sei muito bem como agir já que a veterinária não me parece muito espeialista neste caso, ela nem verificou a pressão ocular da cachorra.Gostaria de informações, algo que ajudasse, pois é muito triste vê-la assim, sei que ela se adaptará mas não queremos vÊ-la com dor.Obrigada. Deus abençõe.

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Renata.

O melhor é levá-la a um especialista em oftalmologia. Mas infelizmente pressão ocular acima de 30mmHg por mais de 2 dias já leva a cegueira irreversível. Agora o conforto dela fica acima da estética não é mesmo?

Se não tiver outro jeito o melhor é fazer a remoção para que fique sem dor e tenha uma vidinha normal. Eles vivem muito bem com um olhinho. Tenho até pacientes que sofreram acidentes e perderam os dois e vivem felizes.

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Olá Dra.!!! Sou Morgana e moro em Guaraqueçaba no litoral do Paraná, minha cachorrinha tem glaucoma e ja foram feitos dois procedimentos com medicamentos para "matar" o corpo ciliar, mas este tratamento não fez o efeito que eu esperava o veterinário dissera que o olhinho dela ficaria bem menor e diminuiria de tamanho e a produção de liquido aquoso também, porém continua grande e produzindo liquido. gostaria que a senhora me desse uma orientação sobre possiveis tratamentos e se a retirada do olho doente seria mesmo a melhor saída para isso. Um abraço e aguardo sua resposta!!!!

Oftalmologia Animal disse...

Olá Morgana,


Quando tudo já foi tentato e o cão continua com dor, o melhor é fazer a remoção dos olhos cegos. Eles se adaptam muito bem, são muito valentes, otimistas e felizes. Sabe por quê? Porque o principal eles já têm: o nosso carinho e atenção.

Olha este depoimento:

Alessandra Xavier de Pádua disse...

"Tenho um Rusky Siberiano, está cego devido ao Glaucoma, fiz o que pude, mas não teve jeito. Ele se adaptou a nova vida de uma maneira incrível, é feliz e faz cada coisa que parece que enxerga mais do que eu, é como se fosse meu filho, nunca pense em sacrificar um animal por cegueira,imagina o veterinário que disser isto, me desculpe mas não tem amor aos animais, imagine se um ser humano ficasse cego, seria sacrificado? Meu cão só me traz alegrias e a confiança que ele sente por mim é indescritível. Abraço, Alessandra
24 de abril de 2011 16:06


Um abraço,

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Olá Dra Fabiana. Meu cãozinho foi diagnosticado com glaucoma. Ele perdeu a visão muito de repente, primeiro na vista direita aí procuramos ajuda, mas não há especialista na minha cidade, queríamos evitar q a outra vista fosse afetada mas ninguém sabia o q fazer,e infelizmente, de um dia pra outro ele apareceu cego da outra vista tb. A minha dúvida é q, está saindo mta secreção purulenta das duas vistas. Isso é normal no glaucoma? Tenho medo de infecção, q pode causar sepse... Obrigada, aguardo resposta.

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite,

O que ocorre no glaucoma é que a exposição da córnea causa ressecamento e aumento da secreção. Seria necessário um trtamento para olho seco também. Mas tem que avaliar também se ele não apresenta um glaucoma secundário à uma inflamação (glaucoma uveítico). Fique tranquila pois septicemia por inflamação nos olhos é improvável, mas sempre é bom um check up sanguíneo para avaliar a saúde geral, pois uma infecção sistêmica pode inflamar os olhos e levar ao glaucoma, pricipalmente a doença do carrapato.

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Boa noite Doutora..

Possuo um Basset Hound, ele tem 11 anos, e ficou diabético a poucos meses, fazemos tratamento com insulina de 12 em 12 horas, só que de uns tempos para lá, ele começou com uma irritação nos olhos, o veterinário receitou Cloridrato de Ciprofloxacino, não resolveu, voltamos com ele no veterinário, muram o colírio para Maxitrol, foi só usar este, o olho do meu cão aumentou demais, e sem falar que surgiram sangue na vista dele. Mas uma vez voltamos com ele no veterinário, e foi receitado o Maleato de Timolol, porém notei que a vista diminuiu um pouco, porém anda está "grande e com sangue". Doutora, não sei mais o que faço.... Parece que ele esta sendo testado com cada colírio, como se fosse um tubo de ensaio... Eu estou sofrendo demais com isso e sinto que meu cão também,ele coça, porem não deixamos ele coçar, por causa das unhas, e para não piorar o estado dele. Será que ele terá que remover esse olhinho? Poderia me dar um auxilio Doutadora?
Estou muito preocupada com isso. Desde já, muitíssimo obrigada.

Oftalmologia Animal disse...

Olá, boa noite.

Neste momento é muito importante que você leve o seu cão para uma consulta com um oftalmologista veterinário, pois ele precisa fazer um exame chamado tonometria, onde a pressão intraocular é aferida. O MV oftalmologista vai lhe orientar o melhor tratamento e lhe dizer se é possível um retorno visual ou não. Mas já solicite para o seu clínico geral um medicamento para dor.E coloque o colar elizabetano para evitar que coce os olhos e se traumatize.

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

ola doutora gostaria de saber seu email para poder lhe faser umas perguntas sobre minha cadelinha que tbm acho que tem claucoma não sei como foi que aconteceu tudo bem...desde já agradeço

Oftalmologia Animal disse...

Boa tarde,

O meu e-mail está disponível no link "sobre".

fabianaquartiero@hotmail.com

att,

Fabiana Quartiero

Miriam disse...

Olá, preciso de uma ajuda. Tenho procurado um veterinário mas não encontro. tenho uma dálmata de 2 anos e a 2 semanas tenho notado ela meio tristinha, mas hoje percebi q os olhos dela estão sintomas como se estivesse com glaucoma, além disso ela tem comido muito pouco (ela só come ração), e o fucinho dela esta ressecado, esta também com umas cansquinhas como se estivesse gripada e corizou e não limpou. Ela não escuta desde que nasceu. Muito obrigada.

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Miriam,

Antes de mais nada leve sua amiguinha em um clínico geral para fazer exames de sangue ok?Ela pode estar muito doente.




Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Boa tarde Dra,

Descobri a dois dias que minha cadela (podlle)tem glaucoma. cheguei em casa e percebi que um dos seus olhos estavam fechado, vermelho inchado e com secreçao. achei que era conjutivite.Ai no outro dia levei-a ao veterinario.Ela diagnosticou como glaucoma. Receitou um colirio para lubrificar e Timolol e Banamine. E pediu um ECG e P.A. O que a sra acha desse tratamento? Moro em belem, e aqui nao tem nenhum oftalmo animal. A sra tem algum pra me indicar?

Desde ja muito grata.

reginaldo disse...

ola Dr, minha cadela lhasa apso chamada cleu esta com um dos olhos dilatado e muito vermelho acredito que não esteja enchergando pois não espreça qualquer reaçao se for diagnosticado o glaucoma e ser confirmado a cegueira desse olho posso optar por retiralo?
agora ela esta bem e brincando normalmente mas tenho medo dela machucar ainda mais o olho

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite,

O seu médico veterinário está lhe atendendo bem. Com certeza que o ideal é consultar um oftalmologista veterinário para aferir a pressão intraocular e acompanhar se não é necessário ir modificando a medicação. Em Belém não conheço nenhum oftalmologista. se você tiver condições leve o seu cão para o Dr Paulo Oliveira na Bahia, o Dr Fábio Britto em Recife ou para a Dra Paula Galera em Brasília.

Um abraço e boa sorte!

Fabiana Quartiero

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Reginaldo,

Se o seu oftalmologista veterinário diagnosticar cegueira devido ao glaucoma, uma das opções é a remoção cirúrgica do bulbo ocular sim. Mas se ela não apresentar dor e responder bem à medicação pode continuar com o olhinho mesmo que esteja cego.

Um abraço,

Fabiana Quartiero

Anne Angel disse...

Boa tarde Dr. Fabiana.
Meu nome e Eliane.
Tenho um picher de quase quatro anos. O cachorro da minha irmã o mordeu na cabeça ha pouco mais de um ano. Desde então, os olhos dele começaram a apresentar os sinais de glaucoma, um ficou enorme e o outro pequeno e vermelho. E dar de ver tipo um cristal no meio do olho maior dele.
Aqui em Querencia- MT, onde morro não tem veterinário especializado nessa área. A veterinária daqui me disse que eu teria que levá-lo ate Cuiabá - MT, mas não tenho condições.
Você poderia estar me orientando com algum colírio, ele não apresenta sinais de dor, e sim de coceira nos olhos e lagrimejam.
Aguardo sua orientação ansiosamente. Meu e-mail = borgato_eliane@hotmail.com.
Desde já, agradeço.

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Anne Angel,

Sinto muito mas não posso indicar colírios sem examinar o paciente. Isto é para a própria saúde dele.

Atenciosamente,

Fabiana Quartiero

Kiya disse...

Ola gostaria de saber se os filhotes de uma cadela com glaucoma também podem desenvolver glaucoma?

kiyads@hotmail.com

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Kiya,

primeiro é preciso diagnosticar o tipo de glaucoma que a sua cadela tem. Somente nos glaucomas primários (onde há uma má-formação do ângulo de drenagem do humor aquoso) há predisposição genética. As raças mais predispostas são:Basset Hound, Beagle, Cocker Spaniel e Poodle.

Mas os glaucomas podem ser secundários também. Esses não são hereditários, são adquiridos.

Um abraço,

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Olá Dr. Fabiana, meu cachorro a um tempo atras ficou com o olho azulado, tratamos, mas esse final de semana o olhinho dele esta esta estufado avermelhado em volta.
Dr. vc poderia me ajudar? será que pode ser glaucoma?leva a morte?
Desde já agradeço

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite,

Se o seu cão está com glaucoma ele está sofrendo, com dor. Não há risco de morte mas o seu amigo precisa de qualidade de vida. Leve-o em um oftalmologista veterinário.

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Mariana Souza disse...

Olá doutora. Meu nome é Mariana, sou de São Paulo capital. Minha querida amiga de 4 patas, a Preta, foi detectada com glaucoma. Ela fez um raio x e provavelmente é um tumor a causa do glaucoma. Ela é vira-lata, apareceu em casa, e está aqui com a gente quase 10 anos. O veterinário que atende ela disse que ela deve ter uns 13 anos. A questão é que ela sempre foi muito ativa, até mesmo agora velhinha, nós temos + 3 cães no canil e a Preta era a única que conseguia fugir, escalando a tela do alambrado. Porém de repente, ela parou, só fica deitada o dia inteiro, o glaucoma afetou sua visão esquerda, ela perde o equilíbrio e bate nos lugares. Está sendo tratada com um colírio, para diminuir a pressão do olho, mas ela está muito quieta, triste, não late, come só um pouquinho. Eu reparei que ela está ficando anêmica, pois sua boca está perdendo a cor por dentro. Por iniciativa própria vou começar a dar bife de fígado e um remédio de sulfato para anemia, que nosso otro vira-lata tomou quando estava com uma anemia profunda e foi muito bom. O veterinário dela disse pra manter apenas o colírio e não receitou nenhum remédio pra dor, ele apenas aplicou uma injeção e disse pra manter o colírio. Falou que eu até poderia ir atrás de algumas faculdade de medicina veterinária pra ver se alguém estuda ela, se operam o olho, se ela faz uma quimio por causa do tumor. Mas eu moro longe, trabalho, tenho minhas filhas para cuidar e não tenho como fica à disposição da minha querida Preta, infelizmente. O doutor disse que enquanto ela tiver qualidade de vida nós podemos mantê-la viva, mas depois, ela teria que ser sacrificada. Não sei o que fazer. Me dói muito vê-la desse jeito, triste, deitada o dia inteiro, sem comer direito, essa noite mesmo deu uma super chuva aqui e ela ficou em um buraco cheio de lama ao invés de ir pra sua casinha. Ela era muito feliz, ativa, e agora parece que está se entregando... O que você me sugere? Devo sacrificá-la pra acabar com o sofrimento? Devo mantê-la até onde ela aguentar? Tem algum remédio pra amenizar a dor dela? Espero sua resposta. Muito obrigada.

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Mariana,

Se você está me escrevendo é porque ama muito a sua companheira não é? Eu gostaria que você lesse este artigo: http://www.oftalmologianimal.com.br/2012/02/e-voce-o-que-pensa-sobre-eutanasia.html

Na minha opinião a eutanásia é o último recurso. Ela esteve com você até hoje e este é o momento que ela mais precisa da sua ajuda. Faça um esforço por esta amiga que lhe deu tanta alegria até hoje. Leve ela em uma universidade, em um hospital escola de medicina veterinária. Lá terá mais recursos e os preços serão mais acessíveis. Um RX de crânio não pode definir se há tumor intraocular ou não...ela precisa de uma ecografia e/ou de uma tomografia computadorizada. Se estiver com dor por causa do glaucoma e os colírios não estão controlando a pressão o indicado é fazer remoção do olho e não sacrificar. Imagina! Adotei a pouco tempo a Catarina!Uma velhinha sem um olho, cega do outro, sem nenhum dente na boca e é a cadelinha mais feliz que já vi!

Não faça nada sem consultar antes um oftalmologista veterinário ok?Peça para o seu clínico geral receitar cloridrato de tramadol para dor.

Um abraço

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Olá Dra.,
Tenho uma dálmata de 12 anos que está com glaucoma. Pesquisando sobre o problema dela encontrei o seu blog e gostaria de uma opinião sobre o caso dela. Peço desculpas antecipadamente, pois provalvelmente ficará um texto bem extenso.. é que eu queria colocar o máximo de detalhes possíveis.
Bom, sempre quando eu levava a Dalila no vet eles me falavam que ela estava com catarata e que não valia apena operar, pois ela já estava velhinha (acho que tinha 10 anos na época).
Dia 11 de julho deste ano, eu a levei no vet porque ela não estava querendo abrir o olho esquerdo, parecia que estava doendo e os dois olhos estavam muito vermelhos. A veterinária disse que era uma inflamação e que ela estava com fotofobia no olho direito, passou o Tobrex (1gt em cada olho de 3 em 3h) e o Still (1gt em cada olho de 6 em 6h) e disse que eu deveria ir no oftalmologista, pois ela achava que a Dalila estava com glaucoma. O oftalmologista (o único que eu sabia que existia na minha cidade) estava viajando e a dra pediu para que eu esperasse ele chegar.
Dia 23 de julho fomos consultadas e ele aferiu a pressão do olho, no olho esquerdo estava 9 e no olho direito estava 44 (visualmente ele tinha ficado diferente do outro..). Ele fez outros testes e disse que ela não estava mais enxergando, mas que ela ainda identificava luz e sombra. Ele também disse que ela ainda estava com uveíte nos dois olhos, e concluiu que ela teve um glaucoma secundário à uveíte e que ela não tinha catarata, mas tinha esclerose nuclear evolutiva. Ele passou o Cosopt (1gt no OD de 6 em 6h) e o Acular (1gt em cada olho de 6 em 6h) todos os dois por 30 dias, e pediu para eu voltar na semana seguinte para ele checar o estado dela.
No dia 30 de julho meu pai a levou, pois eu não pude ir, e ela estava sem uveíte, mas a pressão do olho direito tinha saltado para 65 (a pressão do outro estava normal). A recomendação dele foi da remoção do olho. Fiquei em péssimo estado, pois eu ainda acho que é algo muito brutal.. Fui atrás dele para conversarmos direito e ele disse que poderia colocar uma fístula para que a pressão do olho diminuisse, mas ele disse que no exame (ultrasonografia)que ela fez mostrou que o olho não tem mais função e que já estava afetando a parte neurológica (não consegui entender direito o que ele falou, ele tentou explicar, mas é que é complicado..), no exame deu que 'na região de cálice haviam dois pontos de descontinuidade na margem de cálice - escavações' e que a melhor opção era mesmo a remoção.
Eu entendi, através das inúmeras pesquisas que eu fiz(!), que é uma solução comum. Mas o que eu queria na verdade era tentar preservar o olho dela.. Mas como não dava pra ter opinião de um segundo especialista eu tentei "digerir a ideia" e fazer o que falavam ser o melhor pra ela. Quando eu ia voltar o ao oftalmo para marcar a cirurgia, minha mãe me convenceu a ir em uma clínica que ela conhecia. Não fui consultada por um especialista, mas ele me disse que eu deveria tentar outras medicações, que eu não deveria fazer a remoção agora..
E assim cheguei ao grande dilema, quem eu ouço?! Eu só quero o bem estar dela, a melhor solução para ela.
A Dalila em geral está bem. Come bem, até mais do que deveria.. ela já não se exercitava muito por causa da idade, ela gosta de ficar dormindo e de pegar sol. Ultimamente ela não está com muita paciência para brincar com o outro cachorro que nós temos, mas acho que é a idade dela e o fato dele ser um golden..
O que a sra acha? Eu posso tentar outra medicação para diminuir a pressão? Eu faço a cirurgia para colocar a fístula? Ou a sra acha que a remoção é a melhor solução?
Adoraria receber um retorno da sra.

Amanda

Oftalmologia Animal disse...

Boa tarde Amanda,

Com um pressão alta acima de 30mmhg, por mais de 48h, realmente o nervo óptico já foi afetado. Este olho é cego. A principal recomendação para a remoção de um olho glaucomatoso é a dor ocular incontrolável, ou obviamente em casos de câncer, que não é o caso da Dalila. Um pressão alta por si já causa dor, mas cada cão responde de uma forma. Uma boa opção para perceber se o seu cão está com dor é fornecer analgésico a cada 8 horas (prescrito pelo veterinário) por dois dias e observar se ela fica mais disposta, muda o comportamento.

Você pode tentar outros colírios para baixar a pressão, mas se não der resultado o ideal é realmente fazer algum procedimento. A colocação de válvulas infelizmente não resolvem o problema por muito tempo, pois geralmente elas "entopem" sendo necessária outra intervenção cirúrgica. Na minha experiência nestes casos lhe digo você tem 3 opções: fazer a atrofia deste olho (com uma injeção intravítrea), colocar uma prótese, ou fazer a remoção completa do olho. Agora, vamos pensar como um cão: "eu não enxergo mais, eu estou com dor, eu sou velhinho e não me importo com estética...quero uma solução definitiva!"

Eu lhe digo que o seu cão escolheria a remoção completa do olho...pois as outras duas primeiras opções são para preservar a estética e não estão completamente livres de complicações posteriores. Converse com o seu oftalmologista veterinário e veja o que é melhor. Ok?

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Bárbara Lameiras disse...

Dra. Fabiana, como vai? Gostaria de uma opinião pois minha cadela schinauzer, de 10 anos de idade, está quase totalmente cega, tromba em tudo o tempo todo, principalmente à noite. Minha preocupação é que isso aconteceu muito rápido. Há mais ou menos 3 meses ela caçou um camundongo que apareceu aqui em casa, viu ele de longe e foi atrás até pegar, e hoje já não enxerga praticamente nada. Há cerca de 5 meses ela caçava passarinhos...
Há três meses ela foi diagnosticada com sopro moderado no coração, com insuficiência nas duas válvulas, e o coração de tamanho aumentado. Começamos a tratar com fortekor, depois foi necessário introduzir pimobendan. Como ela não estava respondendo bem às medicações e estava com a barriga bem grande, o veterinário desconfiou de hiperadrenocorticismo, fez o ultrassom e o exame de dosagem de cortisol, constatando que o cortisol basal estava mesmo alto. Introduzimos então o trilostano. Assim, hoje ela toma 2,5 mg de fortekor uma vez ao dia, 2 mg de pimobendan duas vezes ao dia e 9 mg de trilostano duas vezes ao dia. O trilostano foi introduzido há pouco mais de um mês.
O veterinário diz que não há o que fazer quanto à cegueira, pois qualquer tratamento seria cirúrgico e o ato anestésico no momento é contraindicado devido à cardiopatia, mas estou ficando angustiada.
Gostaria de saber sua opinião. Contei o histórico da medicação e das doenças dela pois pode ter alguma influência, apesar de o meu veterinário ter dito que não tem nada a ver.
Agradeço imensamente se puder me responder, e estou disposta a pagar pela consulta se for necessário.
Deixo meu e-mail: barbara.lsadv, no gmail..
Muito obrigada
Bárbara

Anônimo disse...

Ola! boa tarde, tenho um cachorro pintcher que amanheceu hoje com os dois olhos embaquisçados, levei ao veterinario que colocou um colirio para hidratar e receitou para repetir de 4 em 4 horas... meu cachorro ja tem historico de epilepsia, tem 9 anos e amanha deveremos fazer exames de sangue para melhor investigar. Sou de SC, gostaria de melhores explicaçoes sobre essa doença, se ela é contagiosa, se nao ha como reverter com medicamentos? Obrigada! Lena

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Bárbara,

O Glaucoma tem várias causas, e uma delas é a hipertensão arterial sistêmica crônica descompensada. Se o seu cão é cardiopata, seria interessante aferir a pressão arterial sistêmica. Infelizmente depois de instalado o glaucoma não tem cura, apenas controle de acordo com a causa do glaucoma...seria importante uma avaliação com um oftalmologista veterinário para saber a gravidade do caso do seu cão.

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Lena,

Precisamos ter certeza do que o seu cão tem...para isso é fundamental que seja avaliado por um oftalmologista veterinário. Em Florianópolis procure o Dr Emilio emilioprontovet@gmail.com

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Olá Fabiana,meu nome é Larissa, tenho uma pinsher e ela apresentava uma manchinha esbranquiçada nos dois olhos, essa semana ela apareceu com um olhinho fechado, passei soro fisiológico e nada de abrir, levei até o veterinário, só que na minha cidade não tem nem um especializado, após a abertura ocular o olho dela estava saliente 'inchado' e com uma película esbranquiçada e bastante secreção, ele receitou o colírio Bio Farm a cada 8hs e falou que se não para de sair secreção para retirar o olho, ela está se alimentando normalmente, brincando, porém leva a patinha no olho, acredito que deva estar sentindo dor, falei pro veterinário ele disse que é normal, não sei mais o que fazer... E ainda tem o outro olhinho, queria preservar, mas aqui na cidade eles não tem nem o aparelho de verificar a PIO.. É muito arriscado eu usar o cosopt nela já que eles não me dão um parecer? Gostaria de sua opinião, desde já muito obrigada!

Oftalmologia Animal disse...

Oi Larissa,

Acredito que seja mais prudente fazer o teste da fluoresceína e ver se não há úlcera de córnea antes. Coloque o colar protetor e solicite um remédio oral para dor. leve em um veterinário que tenha o colírio de fluoresceína para fazer o teste. Um abraço e boa sorte.

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Boa noite Dra Fabiana,

Tenho um cachorro cocker com 11 anos e está com glaucoma no olho direito, e estamos tentando preservar o olho esquerdo. Ele está fazendo tratamento só com colírios, aplicamos travatan(3x ao dia - 1 gota olho direito), trusopt(3x ao dia - 1 gota olho direito e 1x ao dia - 1 gota olho esquerdo), cetrolac (2x ao dia - 1 gota olho direito) e systane(3x nos dois olhos). Até aí ele se deu muito bem, a pressão baixou porém ele iniciou o tratamento em junho e agora no começo de setembro, ele começou a vomitar. Li na bula dos remédios que tanto o travatan como o trusopt poderiam causar este tipo de reação, mas qdo falei com o oftalmo ele disse que estes efeitos só ocorrem em humanos. Mas acho estranho pois meu cachorro nunca teve problema algum, começou a sentir isso após a aplicação de tanto colírio. Minha veterinária examinou, ele não tem febre, não tem nada no abdomem... mas como continua vomitando receitou de 8 em 8 horas vonau de 4mg junto com 1/4 de antak de 150mg, e omeprazol de 20 mg em jejum. Também pediu para dar a ração chamada Hill's i/d porém como continuou vomitando( 1x ao dia), voltei para a ração que ele já estava acostumado a comer(pro plan para redução de peso). Ele já perdeu 1 kilo, mas continua ativo. Dra fabiana, por favor me ajude, a oftalmo disse que ele terá que pingar colírio para o resto da vida, mas e o estômago? Tenho medo que ele fique fraco. Tem algum outro tratamento alternativo? Um abraço e muito obrigada!!!

Christina

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Christina,

reações adversas após uso de colírios são raras mas podem acontecer. Antes de sabermos se é isso mesmo que está acontecendo o seu cão devia passar por exames de sangue (hemograma completo, enzimas hepáticas e renais)e por uma ecografia abdominal total. Caso ele não apresente nenhuma alteração, converse com o seu oftalmologista. Destes colírios o mais provável de causar vômitos é o antiinflamatório.

Um abraço e boa sorte

Fabiana Quartiero

Bru disse...

Boa noite Fabiana!

Minha Lhasa em uma semana comecou a apresentar alguns sintomas como trombar em algumas coisas durante os passeios. Como ela nao gosta de lacinhos vive com a franja nos olhos e por isso so me atentei quando cortei em casa mesmo a franja e vi seus olhos dilatados e percebi que sua visao tinha diminuido (isso ocorreu de um dia para o outro). Aqui onde moro nao ha oftalmo canino e nem aparelho para medir pressao mas foram feitos exames de sangue para descartar possiveis doencas que possam ter causado o glaucoma e ate mesmo ultrassom dos olhos foram feitos mas tudo esta dentro dos conformes e ela ainda apresentava reflexox. A principio o tratamento inicial foi Pilocarpina de 8 em 8, Xalatan de 12 em 12 e corticoide por 4 dias. Ela tambem estava fazendo acupuntura para auxiliar no tratamento. Ja nos primeiros dias a pupila dilatada e o olho enorme nao diminuiam entao a Pilocarpina passou a ser ministrada de 3 em 3 horas. Em pouco mais de uma semana ela voltou a enxergar em grande quantidade e seus reflexos estavam otimos, principalmente no olho direito. Com isso foram retirados a pilocarpina e o xalatan que foram substituidos pelo trusopt 1 gota a cada 13 horas. No terceiro dia ela amanheceu completamente cega, foi dormir enxergando e no outro dia nao via absolutamente nada e quando fui pingar o trusopt ela "reclamou com dor". Isso pode ter sido reacao ao colirio? Pergunto isso por que nao entendi essa perda de visao repentina apos recuperacao tao rapida e tb pq neste dia que ela reclamou formou muita secrecao e ela passou o dia com os olhos semi fechados. Como no mesmo dia cortamos o trusopt voltamos a ministrar o Xalatan e a Pilocarpina a veterinaria achou que era a Pilocarpina dando reacao alergia e manteve apenas o Xalatan. Nada estava mudando, pupilas dilatadas, olhos saltados e doloridos. Por conta propria retomei a pilocaroina pois desconfiei que a reacao teria sido a mistura dos tres no mesmo dia e acredito estar certa pois a mesma reduziu os olhos e a pupila e ficou bem mais animada. Desculpe o texto enorme, tantos detalhes e questionamentos mas aqui onde moro nao temos veterinarios especializados nessa area e nem em cidades proximas. Agradeco muito se puder responder.

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Bru,

infelizmente sem avaliar e sem ter sido aferida a pressão dos olhos é muito difícil opinar. É comum os clínicos gerais acharem que pacientes com olhos grandes apresentem glaucoma quando os olhos estão inflamados, então sem fazer a tonometria não é possível diagnosticar o glaucoma. De qualquer forma não usamos mais pilocarpina para tratamento do glaucoma por causa dos efeitos colaterais tópicos e sistêmicos. Me diga onde é sua cidade, talvez possa lhe indicar um colega próximo. Um abraço e boa sorte

Fabiana Quartiero

Anônimo disse...

Olá, adotei um cachorro ontem, ele foi atropelado e o veterinário me passo que ele ficou cego de um olho, será que é preciso retirar o olhinho dele? Me ajudem por favor.. Jéssica!

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Jéssica,

somente fazendo uma avaliação oftálmica completa para saber se é preciso remover ou não.

Um abraço,

Fabiana Quartiero

Camila Rocha disse...

Olá Dra. Tenho um pequinês e fazia 2 semanas que um olho estava com secreção e irritado, ele fugiu e se perdeu, ficou 2 dias fora e quando voltou, deu para perceber que seu olho estava totalmente branco, cheio de pus e com um pequeno buraco, como se fosse um furo, pode ser que ele tenha coçado e furado. Percebo que ele está deprimido e sem comer direito. Infelizmente não tenho condições financeiras para pagar uma consulta com especialista. estou fazendo limpeza com soro fisiológico. O que pode ser? Como sei se ele já está cego? Em Curitiba, tem alguma clínica gratuita que possa trata´-lo? Muito Obrigada. Camila

Oftalmologia Animal disse...

Oi Camila,

Seu cão deve estar com uma grave úlcera de córnea. Ele precisa ser atendido o quanto antes. Coloque um colar protetor nele e leve no hospital escola da Universidade Federal do Paraná. Lá tem um Serviço de Oftalmologia e com certeza a consulta é bem mais barata por ser hospital escola.

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Ariani Nassif disse...

Dra,

Tenho um Shiitzu de 6 anos e quando filhote, ele foi mordido pela mãe e cresceu com uma leve cegueira em um dos olhos.
Esse mesmo olho começou a apresentar sintomas de uveíte (segundo uma veterinária não especializada em oftalmologia), mas não descartou a hipótese de glaucoma. Fizemos exames de sangue e ele não tem absolutamente nada.

Estamos pingando 4x ao dia o colírio tobramicina + dexametasona.

Fizemos exame de sangue e o mesmo não apresentou nenhuma alteração. Ele continua com comportamento normal.

Enfim, quero saber se para esse tipo de doença existe cura com medicamento ou apenas com a cirurgia de retirada do olho.

Obrigada

Oftalmologia Animal disse...

Bom dia Ariani,

Uma decisão tão séria assim deve ser tomada após um exame minucioso por um especialista. Sem examinar não posso opinar. procure um oftalmologista veterinário.

Um abraço e boa sorte

Fabiana Quartiero

juliana lima disse...

Olá drª Fabiana
Li alguns comentários no site e achei tudo interessante. Tenho uma cachorra Lhasa Apso de 11 anos. Há alguns anos ela perdeu o olho direito uma briga e convive muito bem com a deficiencia. Na semana passada ela teve uma queda da queda não houve nehuma consequencia, mas fiquei descofiada de que ela estava perdendo a visão do único olho que têm, essa semana percebi que ela perdeu toda a visão, levei na nossa veterinária (que é clinica) e após alguns testes, diagnosticou glaucoma, passou um tratamento com o colirio Tymonola e banamine (percebi uma melhora no inchaço). Como moramos no interior da Bahia, recomendou que eu procurasse o dr Paulo Oliviera em Salvador, já entrei em contato com ele por email e aguardo resposta.
Li que em caso de dor é recomendado a retirada do olho. Minha cachorra não aparenta dor, me deixa limpar o olho, passar a mão. Nesse caso é necessário a retirada do olho?
Que outras consequências o glaucoma pode trazer? O animal pode conviver com o glaucoma?
Agradeço se puder me responder.
Juliana

Anônimo disse...

Olá, meu poodle de 9 anos passou por um tratamento de cinomose esta em recuperação, foi diagnosticado em seguida que ele estava com ulcera córnea, no olho esquerdo, estava tratando com o colírio STILL e o CIPROVET e uma pomada EPITEZAN, e usando aquele colar elizabetano, só que como ele esta reaprendendo a andar acabou caindo e batendo o olhinho e apareceu uma mancha vermelha no olho, e estava com dor, a veterinária apenas olhou e disse que ele estava com glaucoma e que era usar um colírio AZOPT para iniciar a secagem do olho para retira-lo. Eu queria saber se não há possibilidade de tratar antes de recorrer a este procedimento de retirar o olho dele. Esse colírio devo usar, é para tratar o glaucoma, ou é para secar o olho?
Obrigada Renata

Oftalmologia Animal disse...

Boa tarde Juliana,

Desde que o glaucoma esteja controlado (pressão abaixo de 30mmHg) é possível conviver com ele. Pressões muito altas geram dores constantes, neste caso a remoção é uma alternativa de conforto.Também é possível fazer um procedimento para atrofiar o olho glaucomatoso e evitar a remoção. Converse com o Dr Paulo.

Um abraço e boa sorte

Fabiana Quartiero

Oftalmologia Animal disse...

Boa tarde Juliana,

Desde que o glaucoma esteja controlado (pressão abaixo de 30mmHg) é possível conviver com ele. Pressões muito altas geram dores constantes, neste caso a remoção é uma alternativa de conforto.Também é possível fazer um procedimento para atrofiar o olho glaucomatoso e evitar a remoção. Converse com o Dr Paulo.

Um abraço e boa sorte

Fabiana Quartiero

Oftalmologia Animal disse...

Boa tarde Renata,

O Azopt é para baixar a pressão do olho e controlar o glaucoma.

Consulte o quanto antes um oftalmologista veterinário para saber o que está ocorrendo.

Um abraço e boa sorte

Fabiana Quartiero

fernanda alves disse...

olá! tenho um gato que cegou de repente e não sei o que ocasionou a cegueira, infelizmente aqui onde vivo não tenho acesso a um medico veterinário. o meu gato tem a íris muito grande e esbranquiçadas,tanto faz esta a noite como esta de dia sempre esta grande e sem vida , não sei o que é, e queria saber,obrigada pela atenção, fernanda!

Oftalmologia Animal disse...

Olá Fernanda!

Você deve ir o quanto antes em um veterinário fazer exames de sangue, avaliar a função renal e medir a pressão arterial. Seu gato pode estar muito doente. É necessário um exame de fundo de olho e avaliar a pressão dos olhos para diagnosticar.

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Oftalmologia Animal disse...

Olá Fernanda!

Você deve ir o quanto antes em um veterinário fazer exames de sangue, avaliar a função renal e medir a pressão arterial. Seu gato pode estar muito doente. É necessário um exame de fundo de olho e avaliar a pressão dos olhos para diagnosticar.

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Gizele Tonelli Franco disse...

Boa tarde, tenho um gatinho filhote que teve uma gripe e irritação nos olhos, tratei e ele melhorou, só que a pouco tempo ele ficou com o olho esbranquiçado e levei a uma veterinária que disse que ele estava com pressão alta no olho e havia ficado cego, estou passando cloridrato de dorzolamida que ela disse que era para aliviar a dor pois não tinha mais cura. Gostaria de saber se há algum tipo de prevenção para não atacar o outro olho também, pois está lacrimejando

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Gizele,

o seu gatinho tem que ser avaliado por um oftalmologista veterinário. Não sei lhe dizer se há prevenção pois não examinei seu filhote.

Um abraço,

Fabiana Quartiero

Michaelle disse...

Olá
Meu gatinho de um mês e 15 dias, assim, começou com o olho inchado e vermelho,depois lacramexando ,depois apareceu uma mancha branca e essa mancha formou uma bolha para fora..que remedio devo comprar...me indiquem por favor um antibiótico e colirío para amenizar isso.Ele tem que passar por cirurgia?

Michaelle

Oftalmologia Animal disse...

Bom dia Michaele,

Seu gatinho precisa ser atendido por um oftalmologista veterinário com urgência!

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

CARLA FREITAS disse...

Boa noite! Tenho um gato srd de 1ano e meio, castrado, um pouco acima do peso, de um mes pra ca venho notando a pupila do olho esquerdo dilatada, so que essa semana alem da dilataçao, ha um excesso de lagrimas na cor vermelho terra, o que pod ser?

Oftalmologia Animal disse...

Bom dia Carla,

realmente só poderemos saber do que se trata após o exame oftalmológico.

Um abraço,

Fabiana Quartiero

Lorena Pretextato disse...

Dra. Meu caozinho esta neste exato momento em um sala de cirurgia fazendo a remocao de um olho por causa do glaucoma. Estou com muito medo,ele vai sentir muita dor no pos operatorio? Como é o pos operatorio? Se puder me envie alguma foto de algum cachorro q fez essa cirurgia. Estou muito triste!sei q seria pior se eu nao tomasse essa iniviativa para fazer essa cirurgia.

Oftalmologia Animal disse...

Boa dia Lorena

Se o seu cão estava com glaucoma e cego, você fez o melhor que podia fazer por ele. Após a cirurgia, com a medicação adequada ele vai ficar bem disposto, às vezes com menos dor do que sentia antes. Não esqueça que para ele a estética não importa e sim o conforto.

Um abraço,

Fabiana Quartiero

Gabriela disse...

Bom dia Dr, estou aflita, pois minha pititinha de 7 anos e pouco,( ela foi achada na rua com aproximadamente alguns meses, entao nao sei a idade correta dela), fez a arte de fugir e enfiar de baixo de um carro em movimento. Foi td muito rapido e ela mesmo voltou p dentro de casa so q chorando muito.Levei um baita susto e percebi q ela chorava se quiexando de dor,nao era por ter fraturado nada pois a mesma andava sozinha. Porem observei que ela machucou a vistas, o olho direito. Pela minha sorte na esquina da minha casa tem uma clinica veterinaria, no mesmo momento levei ela p ser avaliada .
O veterinario nao sei a especialidade, falou que ela iria ficar no soro, medicada e observaçao. Eu nao entendo nada de veterinaria mas ele me falou em possibilidade q retirar o olho dela caso o inchasso piorasse . Estou apavorada mas li seu blog e vi q teve casos mais graves e teve reversao.
Entao eu te suplico que me ajude, minha pititinha e forte ja paessou por tantas e essa vai ser apenas um susto.
Vc sabe de um oftomologista animal, na minha regiao.Moro em Conselheiro Lafaiete MG 90 km de Belo Horizonte.
Se eu te enviar a foto dela no estado atual a senhora pode me ajudar ???
Como disse no inicio do email ela foi achada na rua tem 7 anos, e tinha os rins atrofiado, anemia profunda fez transfuzoes e hj estava na sua faseais sadia bem, tratada e muito amada.Me ajuda !!!

Cristiana disse...

Ola ..Gostaria que me tirasse uma dúvida.. essa doença pode dar em cavalos?
Pois meu pai tem um e esta semana ele ficou muito agressivo e atacou os outros animais do sitio e não reconheceu meu pai..ele disse que ele estava com os olhos muito vermelhos e arregalados..pode ser glaucoma?

Oftalmologia Animal disse...

Bom dia Cristiana,

Cavalos podem ter glaucoma sim, e muitas vezes secundário a uma inflamação intraocular. A agressividade pode ser justificada pela dor.

O ideal é consultar um oftalmologista veterinário para medir a pressão intraocular.

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero

Oftalmologia Animal disse...

Bom dia Gabriela,

Infelizmente só a vi a sua postagem hoje...como está a Pitinha?

Em MG não sei lhe indicar ninguém, mas na dúvida sempre procure um centro de referência como a Universidade Federal de MG.

Um abraço

Fabiana Quartiero

Oftalmologia Animal disse...

Bom dia Gabriela,

Infelizmente só a vi a sua postagem hoje...como está a Pitinha?

Em MG não sei lhe indicar ninguém, mas na dúvida sempre procure um centro de referência como a Universidade Federal de MG.

Um abraço

Fabiana Quartiero

Oftalmologia Animal disse...

Bom dia Gabriela,

Infelizmente só a vi a sua postagem hoje...como está a Pitinha?

Em MG não sei lhe indicar ninguém, mas na dúvida sempre procure um centro de referência como a Universidade Federal de MG.

Um abraço

Fabiana Quartiero

Bruno disse...

Oi,meu dogue alemão que é albino esta com doença do carrapato ,levei ele no veterinário e ele me mandou dar por 28 dias de 12 em 12 horas doxiciclina e 3 comprimidos de eritros a cada 24 horas e hj esta fazendo 1 semana que comecei a dar os remédios,ele sempre lacrimejou muito dos dois olhos,mas nesses ultimos dias estava aumentando muito as remelas e hj de manhã apareceu uma bolinha vermelha no olho dele um pouco abaixo da lente,parece uma cabeça de alfinemte a bolinha de sangue e ai eu ja notei que ele nem quis comer direito agora a noite ,o que sera que pode ser isso,eu moro no interior longe e fica dificil pra eu levar ele no veterinario

Oftalmologia Animal disse...

Boa noite Bruno,

Fique atento, pois a doença do carrapato causa inflamação intraocular grave!

Faça um esforço e retorne ao médico veterinário.

Um abraço e boa sorte,

Fabiana Quartiero